11/09/2015

Resenha: Misery



Título: Misery
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 326
Saiba mais no Skoob
Onde comprar: Buscapé
Sinopse: Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca. Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

Esse foi o livro que a Sarah do Endless Poem escolheu para eu ler no Projeto Tá na Estante criado pela Ju do LiteRata. A leitura foi um pouco lenta e cheia de pausas mas também foi agradavel (de um jeito estranho, né... porque ô livro tenso!).

Eu já estava mais ou menos preparada para o que eu passaria com a leitura de Misery pois no inicio do ano fiz a traquinagem de assistir ao filme (de 1990) e foi uma experiencia bem agoniante e por isso que comecei a adiar cada vez mais a leitura do livro (até que fiquei sem poder escapar, né...). Mas o negócio é que o livro consegue ser dez vezes pior do que a adaptação. Imaginar o que acontece com o pobre Paul é muito pior do que simplesmente ver. Apesar do livro ser narrado em terceira pessoa a agonia do protagonista não é menosprezada e eu acabei tendo mais uma certeza do quanto Stephen é realmente um King (aff! Silviane). O negócio é que o homem realmente sabe descrever tudo o que o personagem está sentindo mesmo que esse personagem esteja longe de se tornar um narrador do livro. Isso pode ser óbvio para quem já leu vários livros dele, mas infelizmente Misery é apenas o segundo da minha lista de lidos.

Paul é autor de uma saga de sucesso chamada Misery e Annie é sua fã (bom, vejo ela como apenas fã de Misery do que do próprio autor). Por azar de Paul ele sofre um acidente de carro e a sua salvadora acaba sendo Annie, e você já pode imaginar que nada de bom vem daí, não é mesmo? A vida de Paul piora quando o último livro de Misery é lançado e o que acontece no final? Vou falar sim, a pobre moça morre! Annie ficou tão puta da cara brava que obriga Paul e escrever um novo livro e então consertar esse erro. Misery não pode morrer, oras! E a verdade é que nesse momento #SomosTodosAnnie, afinal: Que leitor não fica muito bravo com um autor quando este mata a(o) protagonista após tantos livros? Eu fiquei com um pouco de dó de Annie pois acabei entendendo sim de onde - inicialmente - vem toda sua raiva. Mas não vou enganar vocês defendendo Annie ou afirmando que o problema dela é apenas ser uma leitora, pois os problemas dela são bem piores do que isso. 

Nós achamos que sabemos tanto, mas na verdade não sabemos mais do que um rato numa ratoeira: um rato com as costas quebradas que pensa que ainda quer viver.

A leitura de Misery foi um pouco lenta para mim. Acho que demorei uns cinco dias para terminar de ler pois acaba parando e fazendo outras coisas mesmo estando gostando livro em si desde o inicio. Acho que pela tensão e os momentos de violência eu acabei estranhando um pouco (afinal, eu sou dessas que lê livrinhos YA e tal, né...) mas depois que eu me dei uns tapas mental e coloquei o objetivo para finalizar antes do final de semana tudo acabou fluindo muito bem e também acabei sendo comprada totalmente pela história. Quando mais virava as páginas mais queria saber sobre os personagens. 

Fiquei muito feliz quando finalizei o livro e não senti que ele tem um final sem-noção. O outro livro que li do King tem um final bem doido e estranho que me deixou com raiva e eu estava com medo de que este seguisse pelo mesmo caminho já que algumas pessoas me falaram que a maioria dos livros dele são assim. O final de Misery não é nada menos do que eu realmente esperava e como uma leitora que quer ler mais do autor eu fiquei satisfeita.

O livro é indicado para quem curte o gênero, para quem não está habituado saiba que terá uma ótima leitura mas pode ser como foi comigo: De forma lenta. Em alguns momentos pode ficar com nojinho ou extremamente agoniada mas saiba que vai valer a pena. Ao fechar o livro tenho certeza que o livro ganhara no minimo quatro estrelas. ;)
Nunca foi por você, Annie, nem pra nenhuma dessas pessoas que assinam as cartas com “Sua fã número um”. Na hora em que a gente começa a escrever, essas pessoas estão do outro lado da galáxia. Nunca foi para minhas ex-esposas, ou minha mãe, ou meu pai. O motivo de os autores quase sempre colocarem dedicatórias em livros, Annie, é que o egoísmo deles no final horroriza até eles próprios.

14 comentários:

  1. Oiii!

    Eu nunca li nada desse autor justamente por não ser meu estilo favorito. Mas eu costumo preferir os livros do que os filmes e sei que imaginar é sempre pior USHAUSHAUHS.
    Imagino como foi uma leitura lenta para poder assimilar tudo, mas fiquei muito feliz em saber que o final fez sentido :D

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anii! Também adoro filmes de terror e tal e acho que já vi uns 60% dos filmes que foram baseados em obras do King. Provavelmente é errado, mas não deixo de admirar o cara por causa disso. :P

      Excluir
  2. Eu amo filmes de terror, mas acredita que nunca li algo nesse gênero? :)
    Morro de curiosidade de ler coisas do Stephen, ainda por cima :)


    Gostei muito da resenha ^^


    beeijos
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii,
    HAHA eu ri um pouco do enredo porque fiquei pensando se não foi uma indireta para alguma fã né.
    Porque a gente sabe que têm umas bem loucas...e com King não seria diferente.
    Mas você me deixou curiosa, e em relação ao filme também!

    Ótima resenha!

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Helloo, Silviane!!
    Só posso dizer: Ai, meu Deus! Preciso ler esse livro. Gosto de suspense e um pouquinho de terror psicológico e estou muito curiosa. :D
    Gostei muito da resenha e esse último quote me convenceu demais a querer ler essa obra! Também leio muito YA, mas gosto de obras relacionados ao gênero do King e do John Fowles, O Colecionador! ;D
    Beijin
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Acabei de acabar esse livro, e eu gostei muito mesmo. Nunca havia lido nada do king, sempre ouvia falarem bem dele, mas nunca havia tentado ler. Este foi o meu primeiro de muitos, mas gosto do gênero e por isso talvez tenha sido mais tranquilo para mim, inclusive fiz uma resenha dele no meu blog. Mas vale a pena a leitura, ótima resenha, parabéns!

    cafelivrosseries.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Acabei visitando o seu blog antes de ler este comentário e deixei lá um comentário, heheh!
      Obrigada pela visita.

      Excluir
  6. Oi, eu nunca li nada do SK, mas acho ele um super autor, apesar de quase todos os seus livros serem na mesma pegada, nenhum parece ser cópia do outro, o que é bem legal pra nós e bem difícil pro autor.
    Esses fãs malucos ❤️ Amo forte hahahaha.

    Bjs
    Tay do Let it Shine

    ResponderExcluir
  7. Oiee!!!
    Tenho muita vontade de conhecer a escrita do King, mas ainda não tive a oportunidade!!
    Tenho certeza mesmo que o livro é bem melhor que o filme, pois é como se estivéssemos ali, fazendo parte da historia, por isso eu imagino toda tensão e agonia que você sentiu , me da até arrepios rsrsrs
    É a primeira resenha que leio sobre esse livro e confesso que não esperava essa historia sobre fã e escritor, gostei e achei meio macabro rsrsrs
    Amei a capa desse livro!!
    Beijihos

    ResponderExcluir
  8. Não, obrigada, não gosto de livros com cenas violentas nem com cenas que deixam a gente com nojo, não leria esse de jeito nenhum. Que mulher mais surtada, fazer isso com um autor para ele reescrever um livro que ela não gostou do final... aff... tem gente que realmente precisa aprender a separar ficção da realidade. Não tenho vontade de ler nenhum livro do Stephen King, mas se um dia eu mudar de ideia com certeza não vou escolher esse.

    beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Oiiii!!!
    Bom se 5 dias pra você é lento, imagine o rápido rs... eu sou extremamente lenta para ler.... não adianta, mesmo que seja um livro que eu goste demais... também depende muito da fonte utilizada.... enfim... eu achei a premissa do livro bem interessante pelo pouco que você citou... fico imaginando se a personagem conseguiu fazer o autor escrever uma nova história com um final diferente... claro que dá vontade de fazer o que ela fez, mas não colocando a mão na massa né... prefiro só fica no sentido literal da coisa rs.... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ola Silviane, acredita que ainda não li nada do autor, eu morro de vontade, mas como eu estou com um fila imensa e fiz um pacto comigo mesma de não comprar nenhum livro até ter lido pelo menos a metade dos que estão parado na minha estante acho que vai demorar um pouquinho para ler algo dele =/ Adorei o enredo do livro e as vezes é bom ler devagar, assim sentimos melhor cada acontecimento *--*

    Visite "My Fluffy Rainbow"

    ResponderExcluir
  11. Oi Sil, tudo bem? Eu comprei esse livro e estou esperando para ler ele mês que vem, sabe, terror e tudo o mais... embora esse livro tenha bastante de thriller psicológico pelo que já pude perceber. Nossa, nem imagino as atrocidades que a Annie fez com o Paul, e me lembra um pouco "Dias Perfeitos" do Raphael Montes (se ainda não leu, recomendo).

    Enfim, quero muito ler esse livro... e saber o que eu vou achar. Ainda não li nada do autor, mas não vejo a hora de começar.

    Beijinhos,

    Rafa // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. Ooi,
    Já assisti ao trailer do filme e fiquei extremamente impressionada kkk parece um livro incrível mas eu sou muito medrosa e não tenho coragem ainda.
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.