16/11/2015

Contos do Dragão: Ninguém

Olá! Essa semana eu vou fazer um "especial" da editora parceira: Draco. Eles disponibilizam alguns contos gratuitamente e eu vou falar um pouquinho deles para vocês. Um pouquinho mesmo, já que contos não tem muito o que avaliar, já que acaba tão rápido. :(



Título: Ninguém
Autor: Karen Alvares
Editora: Draco
Páginas: 9
Saiba mais no Skoob
Baixe Gratuitamente: Amazon | Kobo | Google Play | Saraiva
Sinopse: Um jovem hacker passa seus dias à procura de horrores na Deep Web, até que o próprio Horror finalmente o encontra. E as consequências são piores que a morte. Da Autora revelação no gênero de terror e do elogiado thriller Alameda dos Pesadelos.

Eu gosto de me aventurar em algumas histórias sem saber do que elas se tratam e quando se trata de contos eu me exijo e não ler sinopse e ser surpreendida para o bem ou para o mal. Foi assim que me senti com Ninguém. Esse conto é a minha primeira experiência com a autora Karen Alves eu achei muito prazerosa, como leitora. Não imaginava que o assunto abordado no conto seria um que eu tanto temo; Algo que me da um medo real das coisas. Do ser humano. No mês do horror que eu fiz por aqui só li livros e vi filmes onde temíamos o sobrenatural, mas o pior de tudo é temer o ser humano. 

Quando o assunto é deepweb eu já sinto umas coisas estranhas. Sério. Eu não gosto nem de pesquisar sobre esse assunto pois o pouco que já li me deixou enojada. Pela primeira vez eu não vou reforçar aqui minha opinião sobre contos dizendo que a autora deveria ter escrito um livro falando sobre esse jovem hacker, mesmo sabendo que daria uma história incrível. Melhor deixar assim pois foi o suficiente para tirar alguma reação de mim. Pela primeira vez li um conto de que gostei e não gostei ao mesmo tempo, se é que vocês entendem o que eu quero dizer. É uma leitura que vale a pena, mas se prepare!

8 comentários:

  1. Esse não é o meu tipo de leitura, mas para quem curte o estilo parece seu uma leitura interessante.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  2. Fiquei curiosa. Eu gosto de ler contos, acho que é uma boa pra dar uma escapadinhas de livros longos ou séries ou sagas e fiquei bem curiosa com esse conto ainda mais por abordar um assunto que raramente vejo sendo abordado livros ou até mesmo filmes :3
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
  3. Olá Silvane
    Tudo bem?
    Caramba menina, que conto e esse? HAHAHAHA acredito que eu tenho li praticamento quase todas as suas postagens do mês do horror, você parecia ter medo, ao contrario de mim HAHAHAHA mas se este conto te deixou assim meu deus, fiquei super curiosa também e com pouco de medo claro! Mas concordo com você quando o assunto e temer o ser humano, isso sem duvida! adorei post *-*
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Silvane!
    Gostei da sinopse e da rua resenha. E concordo contigo. E também tenho problemas com contos. Prefiro uma história completa com maios desensolvimento.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  5. Silviane, adorei a resenha! Obrigada por ler e compartilhar sua opinião sobre o conto! <3
    E eu entendo perfeitamente o que quer dizer com gostar e não gostar ao mesmo tempo! hahahaha Eu mesma também me sinto assim com esse conto e algumas coisas que faço... rs
    Sempre que escrevo tento abordar o ser humano como elemento de terror. As pessoas, pra mim, são o que dá mais medo, e infelizmente é verdade, é só observarmos as coisas terríveis que estão acontecendo...
    Beijos e obrigada pela resenha!
    Karen

    ResponderExcluir
  6. Oi Silviane!
    Como uma vez me disseram, tem que ter medo de quem tá vivo. E pior que é verdade, o ser humano está me dando cada vez mais medo.
    Fiquei interessada pelo conto e já baixei, apesar de me sentir da mesma forma que você sobre a deepweb. Já li algumas coisas sobre, mas prefiro não saber de muita coisa.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil!
    Desde que saiu esse conto, eu estou super curiosa para le-lo.
    Eu não gosto nem de pensar em deepweb. Pra mim, é um território que quero passar longe.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Sil, sua resenha me deixou mais curiosa ainda... já baixei este conto, só q ainda não li... olha não gosto nem de pensar em deepweb... ai ai...

    Livros terapias / Fan page

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.