18/05/2016

Resenha: Caixa de Pássaros




Título: Caixa de Pássaros
Autor(a): Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Onde comprar: Amazon | Submarino
Mais informações no Skoob
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.


Então que depois de muito tempo após seu lançamento e da recente insistência da Sammy do blog Da Imaginação à Escrita eu peguei Caixa de Pássaros para ler; Este um livro que pode gerar em diferentes pessoas percepções diferentes. Mesmo depois de alguns dias eu ainda não sei, exatamente, o que pensar deste livro. Quer dizer: Ele é excelente, disso você não precisa ter duvidas; entretanto eu não consigo formular pensamentos concretos sobre o que, de fato, aconteceu nesta obra.

E sim: Estou admitindo que o autor deixou o livro com um final em aberto. SIM! Você leitor terá que tirar suas próprias conclusões ao final desta obra e tudo vai depender da sua cabecinha pensante.

"Ah, Silviane, mas isso é tão ruim. Não gosto de livro assim!" Bom, queridx leitorx, eu também não gosto mas sabe aquela velha história de que toda regra tem sua exceção? Pois bem, isso é bem valido quando o autor sabe muito bem como conduzir sua obra. Caixa de Pássaros é o livro de estreia de Josh e mesmo assim ele conseguiu fazer desta uma obra prima. Eu estou ousando a este ponto e não tenho vergonha de admitir. Este é um livro que vai deixar o leitor curioso e apreensivo durante toda a sua narração, com alguns momentos clichês de filme de suspense mas que faz diferença enorme quando tudo está acontecendo na imaginação do leitor. Para mim o pior de tudo foi imaginar as coisas que ele escreveu ali e sentir medo de verdade. Só que este pode ser mais um ponto da história. 

A grande coisa do livro é que tem alguma coisa causando um surto violento nas pessoas que as fazem se matar. É tudo muito rápido e ninguém sabe explicar o que realmente esta acontecendo no mundo. Se é uma doença, se é um monstro, se é surto coletivo, enfim... as possibilidades são infinitas. O autor deixa algumas dicas (se é que posso nomear assim) durante a obra, mas como falei anteriormente o final fica em aberto e cada leitor precisa tirar as suas conclusões. Então qual foi a minha? Ai que entra o pior: Eu não consegui concluir nada (até o presente momento em que estou escrevendo esta resenha). Me pego em alguns momentos durante o dia pensando neste livro e em possibilidades mas sempre acabo descartando todas. Quer dizer, dizer que não conclui nada é um erro. Acho que, de certa forma, o objetivo desta obra foi alcançado: está fazendo uma leitora pensar. O que convenhamos, com tantos livros simples e fáceis de ler (e eu adoro eles) é uma coisa difícil hoje em dia os leitores gostarem de um livro assim e ainda ficarem dias refletindo sobre eles. Então mesmo com aquele sentimento de queria um final fechadinho, tudo explicado eu ainda estou feliz com o resultado que este livro causou em mim. 
Você está salvando a vida deles para que tenham uma vida que não vale a pena.

Bom, e Malorie e seus filhos? Pois é, uma história precisa de personagens e foi isso que eles foram para esta obra, mesmo eu não achando que eles sejam os principais. Já falei sobre o principal acima e podem dizer o que for eu acho que vou sempre manter minha opinião quanto a isso. Eu gostei sim dela e seu desenvolvimento, mesmo acreditando que ela tenha regredido ao invés de progredir. No inicio ela era cética em relação ao que estava acontecendo, achando tudo tão sensacionalista que eu me identifiquei muito com ela, porém ao longo dos flashbacks descobrimos o porque de ela chegar ao ponto que chegou. A forma como ela criou as crianças pode chocar algumas pessoas, mas medidas extremas são necessárias dependendo das situações e bem, esta era uma situação extrema.

Está foi uma resenha diferente, acho que posso até chama-la de estranha perto das outras resenhas que já fiz por aqui. Mas vale ressaltar que este é um livro diferente, principalmente para uma leitora como eu que raramente se aventura na leitura de livros de suspense e tudo mais. Quero ressaltar que o livro vale a pena ser lido (ele deve ser lido) mesmo com algo que pode ser considerado um ponto negativo por muitos deve ser desconsiderado já que acaba sendo um detalhe à mais para a obra.
A sua preocupação só mantem você a salvo para que possa ficar ainda mais preocupada.
Pelo que parece, as criaturas são como o infinito. Algo complexo demais para a nossa cabeça. Sabe? 

14 comentários:

  1. Olá, Sil, tudo bem linda?

    Menina já li tantas resenhas sobre este livro, mas sempre fico divida em ler ou não, fiquei bastante feliz com seu entusiamos, apesar de que soube que motivo de tudo isso não ser tão espetacular assim!Faz um bom tempo que não leio algo assim, que me deixa curiosa e frustante tentando entender o que esta acontecendo! O mais me chamou atenção no livro foi o fato de como a mãe dessas crianças se esforçou para cria-las e protege-las em um mundo como este, sua resenha ficou simplesmente fantástica, você ressaltou alguns pontos e eu adorei! Espero que um dia ao ler este livro( por que não adianta correr) espero que cause o mesmo efeito em mim.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu vejo resenhas desse livro há um tempão e morro de vontade de ler, mas fico procrastinando a leitura kkk Sua animação me deu um impulso e assim que der lerei-o :3 Amei sua resenha <3

    ❥Blog: Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu adoro suspenses.
    Certeza que esse será uma das minhas próximas leituras.

    tenha uma ótima quinta =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sil!
    Gente, esse final aberto bem aí me lembrou o livro Celular, do Stephen King.
    A sua resenha me animou pra subir esse livro na listinha de leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil! Tudo bom?
    Menina que me dá arrepio só de lembrar desse livro. Essa história me aterrorizou a níveis absurdos, sério.
    O fato de ter um final aberto foi uma das coisas que eu mais amei!
    Acho que o ponto mais aterrorizante nesse livro foi exatamente o fato do desconhecido. Você está tão cego quanto os personagens, e o Josh trabalha essas sensações de medo e impotência a um nível abismal. Eu fiquei com medo de olhar por cima do meu ombro conforme avançava a leitura, só O Iluminado tinha feito isso comigo até hoje!
    Sua resenha ficou excelente.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Silviane! Eu tenho vontade de ler esse livro há algum tempo. Não sabia sobre esse final aberto e isso me desanimou um pouco. Não que eu tenha problemas com isso, como você mesma disse, quando o autor sabe trabalhar o enredo, não é problema. Mas é que li recentemente um suspense que também terminou dessa forma, me deixando sem saber o que pensar... Então provavelmente vou adiar a leitura desse.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  7. Oi Sil, tudo bem?
    Li esse livro ano passado por causa de uma amiga e não me arrependi, achei que a história tem alguns furos, mas nada que tenha me feito gostar menos.
    Beijo

    www.tecontopoesia.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? Apesar dos inúmeros comentários negativos a respeito desse livro, tenho uma ponta de vontade de ler ele, pois quero ter minha própria opinião. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil!
    Esse livro é muito bom! Uma verdadeira obra.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil! Eu adorei fazer esta leitura, na época foi em conjunto com vários amigos blogueiros e imagina como as teorias foram mirabolantes entre nós. Eu só fiquei meio decepcionada pelo final aberto, mas mesmo assim recomendo o livro. É singular.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Toda regra tem sua exceção, exatamente! Tem livros em que os finais abertos funcionam, fazem sentido, ainda que vc quisesse algo diferente. Tem livros que não, realmente parece preguiça ou falta de ideias do autor, hahaha
    Num livro de suspense é ainda mais delicado pq a gnt quer realmente saber tudinho o q aconteceu no final, mas já vi muitos elogios a Caixa de passáros e pretendo ler com a mente aberta ;)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Sil!

    Já li muitas resenhas positivas desse livro e realmente parece ser diferente! Tb não costumo me aventurar no suspense, mas é bom a gente sair um pouco da zona de conforto! Adorei a resenha!


    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  13. Oi
    que bom que curtiu a leitura mesmo esse não sendo um gênero de livro que curta muito, eu tenho curiosidade de ler parece ser daqueles que deixa o leitor tenso do inicio ao fim, tentando descobrir o que realmente aconteceu.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Sil,

    Quero muito ler esse livro, são tantas opiniões divergentes. Concordo com você de que ele deve ser lido... eu espero fazer isso em breve, tô bem curiosa!

    Beijos!
    Cintia
    http://devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.