16/09/2016

Resenha: Quando Tudo Volta


Título: Quando Tudo Volta
Autor: John Corey Whaley
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Saiba mais no Skoob
Onde comprar: Buscapé
Sinopse: Uma morte por overdose. Um fanático estudioso da Bíblia. Um pássaro lendário. Pesadelos com zumbis. Coisas tão diferentes podem habitar a vida de uma única pessoa? Cullen Witter leva uma vida sem graça. Trabalha em uma lanchonete, tenta compreender as garotas e não é lá muito sociável. Seu irmão, Gabriel, de 15 anos, costuma ser o centro das atenções por onde passa. Mas Cullen não tem ciúmes dele. Na verdade, ele é o seu maior admirador. O desaparecimento (ou fuga?) de Gabriel fica em segundo plano diante da nova mania da cidade: o pica-pau Lázaro, que todos pensavam estar extinto e que resolveu, aparentemente, ressuscitar por aquelas bandas. Em meio a uma cidade eufórica por causa de um pássaro que talvez nem exista de verdade, Cullen sofre com a falta do irmão e deseja, mais que tudo, que os seus sonhos se tornem realidade. E bem rápido.

Confesso para vocês que quando ganhei uma promoção da Novo Conceito onde era possível escolher um livro dentre uma lista predeterminada pela editora eu apenas escolhi este pois as outras opções não eram tão bacanas assim. Demorei meses para finalmente pegar esse livro e apenas o fiz pois o coloquei a prêmio em uma promoção que um blog que eu colaboro (conheça o Cantar em Verso) participou e não quis deixa-lo ir sem ao menos ler.

O que eu não esperava era encontrar um livro tão incrível assim, e tão fácil de ser lido (eu li cerca de 90% do livro em uma sentada). Você sabe aquele tipo de livro em que a leitura flui, mesmo com o peso que a história carrega? Acredito que foi isso o que me fez realmente gostar dele. A sinopse nos promete o aparecimento de um pássaro em uma cidade e o desaparecimento de um garoto dessa mesma cidade. Imaginava eu que a história iria tratar o tempo inteiro desses assuntos o que, se fosse trabalhado de forma errada, seria muito chato. Mas o autor foi bem mais esperto ao colocar a narração de Cullen (irmão do garoto desaparecido) intercalado com história de outras pessoas - que pode parecer totalmente desnecessária ou aleatória no inicio do livro mas que aos poucos vai se conectando com a cidade e o próprio Cullen.

Quando Tudo Volta não trata apenas do desespero de um garoto que perdeu o seu irmão assim como o seu ódio por uma cidade que ao invés de se importar com uma criança desaparecida se importa com a presença de um pássaro que eles nem se quer sabem se existe de verdade; O livro trata de pessoas e suas personalidades, o quanto cada uma é capaz de fazer para conquistar seus objetivos. O livro trata de crenças, fanatismo, amor e amizade. Cullen é um personagem facilmente adorado, minha identificação com ele foi praticamente instantânea. Ele é quieto, mas pensa muito sobre tudo e todos. E confesso que o que mais me doeu foi a forma como eu me identifiquei com ele ao se tratar de sua cidade, seus sonhos e seu futuro. As possibilidades de se dar bem ao mudar, ou acabar ter que voltar por ironia do destino (ou sei lá, simplesmente porque a vida não quer você seja alguém na vida).

Mesmo a narrativa do livro não sendo inteiramente de Cullen é impossível dizer que ele não é o único personagem principal. Apesar das histórias paralelas e a presença constante de Cabot Searcy, Cullen se faz inteiramente presente na essência do livro e em todo o seu sentido ao final da trama. Raramente durante a minhas leituras eu fico imaginando como seria uma adaptação do livro, mas nesse caso o tempo todo fiquei me imaginando assistindo ao filme e cheguei a conclusão de que assim com o livro não é para qualquer um gostar o filme também não seria. Com certeza teria uma pegada cult demais, com todos os seus diálogos profundos e um pouco filosóficos em alguns momentos.

Este foi um dos melhores livros que tive a oportunidade de ler e me arrependo demais por ter dado meu exemplar naquela promoção. rs

7 comentários:

  1. Amei a sinopse e a resenha, irei ler.
    Beijos. ❤
    http://www.amordeluaazul.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a história, mas pela sua resenha imagino o seu arrependimento mesmo haha. Fiquei com vontade de ler!

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Acho que minha prima pegou esse livro pra resenha...
    Não sabia muito sobre ele, fiquei teorizando aqui sobre o pássaro ser o irmão. Espero conseguir ler em breve.

    tenha um ótimo final de semana ♥
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil!

    Às vezes o livro surpreende né? Eu tb não tive muito interesse nele não, mas parece que tem uma narrativa! Se eu dia eu adquirir o livro, lerei!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sil

    Que pena que você deu ele então, né? É bom que serve de lição e você não faz novamente! Hahaha
    Eu achei a sinopse bem louca para te falar a verdade, acho que deve ser uma leitura peculiar e, bem como vc disse, não é para qualquer um. Ainda não sei se leria...

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Convido você e seus leitores a virem conhecer meu blog. Falamos sobre livros, filmes, músicas e também temos uma fanfic lá no wattpad.
    Acesse: atravesdaestanteblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Meu irmão tem esse livro na estante dele, estou pensando seriamente em pegar para ler. Fiquei intrigada com a história.

    http://janeladememorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.