16/05/2016

Vamos falar sobre nacionais

Olá, leitorxs. Tudo bem com vocês?
Hoje vou fazer um post que, talvez, possa ser considerado polemico. Talvez eu passe a ser odiada por alguns - principalmente autores(as) nacionais. Só que não vou me importar realmente com isso. Simplesmente me deu vontade de escrever e é isso que vou fazer. De qualquer forma eu já quero pedir desculpas para quem se sentir ofendidx de alguma forma com meu desabafo, mas é que é algo que eu tenho visto por ai e precisava conversar sobre.
Eu já comentei por aqui, ou pelo Cantar em Verso, que eu nunca fui muito leitora de nacionais e que essa condição acabou mudando quando eu passei a escrever para um blog e ter umas parcerias, além de ler resenhas de livros nacionais e ficar com curiosa com algumas obras e/ou autorxs do Brasil. Aos poucos vou lendo mais e mais livros da minha terra natal e mesmo que ainda não seja um número grande eu sinto um certo orgulho por ter deixado esse preconceito de lado e sempre que ter alguma indicação que realmente me interessa eu pegar o livro para ler independente da nacionalidade do autor(a). 

Mas o que, de fato, me incomoda nisso tudo é que eu sinto que os blogueiros tem uma obrigação de gostar do que leu, simplesmente porque aquele livro é nacional e nós temos que valorizar os livros nacionais. Bom, eu concordo sim com essa afirmação. Nós temos que valorizar os livros nacionais, até porque tem muitos autores e autoras por aí que escrevem muito bem e sabem prender o leitor com suas histórias; Mas vamos combinar que tem autores que não são tão bons assim ou que não escrevem histórias tão legais. E nesse caso você pode me falar que é uma questão de gosto e irei concordar com você nesse aspecto; Mas também não se da para negar que se você tem um blog e se comprometeu a resenhar um livro nacional também tem que ter compromisso com a verdade e só porque a história não te agradou ou algo do tipo e você não falou muito bem do livro na resenha que os outros tem o direito de te achar erradx sobre isso. Discordar sim, afinal cada um tem sua própria opinião, né? Mas quantas vezes você não viu por ai autor(a) reclamando de uma resenha negativa? Ou que os leitores não dão valor para a literatura nacional e por isso que não gostou do seu livro? Mas desconsidera que o livro tem uma história fraca e/ou é cheio de erros gramaticais. Aaaah! e Deus te ajude se você falar da edição da obra, dos erros, ou algo do tipo. Não pode, kirida.

Vamos combinar, né? Blogueiro que se preze vai falar bem ou mal de um livro sendo ele de onde for. Algumas vezes passei pela situação chata de ter lido um livro de parceria que não achei tão bacana assim e falei da obra de forma negativa nas resenhas e bom posso dizer que até o momento tive a sorte de ter encontrado bons parceiros, pois ninguém deu chilique pela forma que eu resenhei suas obras e por mais que eu sei que o autor(a) tenha ficado até chateado/triste (afinal, o livro é o bebezinho dele(a)) ele(a) também compreendeu a forma como eu me senti lendo a obra e que infelizmente o livro não irá agradar todo mundo, né?

O que eu quero concluir disso tudo é que se você é blogueirx não deveria puxar saco de autor só por ele ser nacional. Se você gostou do livro fale bem do livro, se você não gostou explique os motivos sem ofender e xingar ninguém. E mais importante, se você é autor(a) tenha na cabecinha que seu livro pode não agradar tudo mundo e que pelo menos uma pessoa no mundo irá fazer uma resenha negativa da sua obra. Não se sinta ofendido se a pessoa explicou seus motivos de forma educada, reflita sobre aquilo e pense se tem algum fundo de verdade ou não e se isso irá te ajudar a melhorar ao escrever seus próximos livros. Toda critica deve ser bem vinda, desde que seja feita de forma coesa e educada. E uma dica para os dois lados: Não vale ficar falando do outro nas redes sociais. Nós devemos ter consciência de que um depende do outro, de certa forma. Blogueiro não gosta de ver autor falando mal de algum colega, assim como tenho certeza que autor(a) nenhum(a) gosta de ver blogueiro falando de forma má educada de algum colega também. Acredito sim que nós devemos nos respeitar e apoiar a literatura nacional, dando chance para novos livros e autores, mas também prezando pela honestidade em suas impressões. 

11 comentários:

  1. Oi, Sil! Esse assunto sempre rende, né?! Sempre gostei de ler nacionais, mas também já aconteceu comigo algumas vezes de ter lido um livro nacional que não me agradou. Confesso que é sempre mais delicado escrever uma resenha considerada negativa nesses casos, até porque geralmente temos contato com os autores. Mas não podemos mentir por isso, né?! Acho que não há nada demais em apontar o que não gostamos na história e explicar os motivos, desde que isso seja feito com respeito pelo trabalho do autor. Não gostar e dizer que amou acaba com todo o propósito de ter um blog literário, seja o livro nacional ou estrangeiro.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sil.
    Concordo totalmente com você! Na maioria das vezes, mesmo para quem não costuma visitar blogs, quando a gente procura uma opinião sobre determinado livro na internet acabamos parando em um blog aleatório e de forma quase natural acreditamos no que o blogueiro diz sobre determinada obra, afinal não é a mesma coisa do que os depoimentos que encontramos na capa e orelhas do livro que são só supostamente "imparciais"; além disso ainda tem a questão dos leitores fiéis que acompanham o nosso blog e acreditam nas nossas impressões a respeito das obras.
    É claro que a gente precisa valorizar os autores nacionais mas críticas construtivas são sempre bem vindas, não é? Aprimora a obra e, na pior das hipóteses, ajuda o escritor a perceber o conteúdo de diferentes formas...
    Super válida sua colocação!

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  3. Oiii Sil

    Entendo bem teu desabafo. Bom, eu nunca firmei parceria com autores brasileiros, até proque meu blog em português ainda é bebezinho em numero de seguidores e tal então certamente nem interessa muito aos autores do Brasil, mas meu blog em espanhol, que é mais grandinho já firmou parcerias com muitos autores espanhóis e argentinos. Graças a Deus nunca aconteceu de algum autor ficar bravo com uma critica, mas ja senti um autor ficar chateado, mesmo assim ele entendeu minha critica, aceitou e hoje inclusive me convidou pra participar de um book tour. Porém, acho que até agora tive sorte, assim como acontece no Brasil, na Argentina e na Espanha, alguns autores tb não gostam nadinha quando te mandam um exemplar e vc faz uma critica negativa, tenho amigas blogueiras que inclusive não firmam mais parcerias com autores depois de passar por maus bocados. É um tópico complicado.
    Vou te dizer uma coisa que deveria servir à todos: Quando comecei nesse mundo blogueiro, uma das meninas que meio que me "adotou" e me ensinou várias coisas, uma blogueira argentina super doce, me ensinou que existem dois tipos de blogs: literários e publicitários.
    Quer ouvir apenas coisas boas dos seus livros custe o que custar? Busque um blog publicitário!
    Quer ouvir uma opinião sincera? Pois eis aí os blogs literarios.
    Infelizmente existem blogs que se chamam "literários" quando na verdade são apena "publicitários" em troca de algo como livros free por exemplo.
    E infelizmente existem blogueiros que começaram como blogs literários e acabaram cedendo a tentação e sem querer ou atér sem notar se tornaram "publicitarios".
    e o pior é que no meio do joio e do trigo, não dá pra saber quem é quem. E isso prejudica à todos nós.
    Alguns autores tem essa visão errada pq infelizmente são "alimentados" por blogueiros que estão mais para "publicitários" do que para "literarios" propriamente ditos..

    Uff, que confusão, falei demais agora...haha

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  4. Olá Sil,
    Adorei o tema da discussão pois, estava pensando nisso esses dias.
    Uma blogueira, que gosto bastante do blog, fez uma resenha posisitva - de 4 estrelas - do livro de uma autora e só fez uma pequena ressalva sabe, uma coisa mínima negativa. A autora em vez de focar nas coisas positivas que a menina havia escrito, apenas focou nessa pequena coisa negativa. E fez textão! Eu fiquei triste porque comecei a refletir sobre o que aconteceria se eu lesse algo dela, como ela reagiria se eu resenhasse. Infelizmente, não foi a primeira vez que vi esse tipo de reação dela e nossa, pra que arruma parceria então?

    Eu escrevo uns continhos e posto na Amazon, sei que é difícil o cenário; mas, muito autor dificulta a coisa. As resenhas negativas estão aí para a mesma serventia que as positivas. Eu sou o tipo de leitora que se não leio resenhas negativas, já fico desconfiada do livro.

    No início do Obsession, eu levava muito fora quando pedia parceria. Hoje, não corro mais atrás. Quem quiser divulgação peça. Quer mandar livro? Manda, eu leio quando posso e serei realista. E super evito usar a palavra parceria. A maioria das resenhas nacionais que posto, sou eu que escolhi a leitura, sem dedo de parceria com autor.

    Tenha uma ótima semana =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Helloo, Sil! Tudo numa nice?!
    Ótima discussão essa que tu abriu, é um assunto meio complicado, mas que deve ser levado em conta. Quando entrei na blogosfera e comecei a ler vários livros e resenhas eu vi, acho que uma frase ou foi um texto que me chamou a atenção: sobre os autores não deverem comentar resenhas negativas. Após pensar um pouco eu percebi que fazia sentido e em todas as resenhas negativas ou até mesmo positivas eu não comento, só recebo a crítica e pronto.
    Eu concordo plenamente nessa questão que outras opiniões podem trazer um tipo de reflexão para o leitor. Porque só bastou duas resenhas negativas de Efeito Dominó para eu perceber que deveria mudar algumas coisas na estória. Porque, por exemplo, eu não percebia que a escrita estava difícil pelo meu costume e outras pessoas vendo por outros ângulos é bom porque ajuda a melhorar.
    Mas agora eu como sendo blogueira. Eu gosto demais de apoiar a literatura nacional e eu gosto de gostar de nacionais, há muitos livros bons por aí. No ano passado firmei parceria com uma autora e demorei muitos meses para conseguir finalizar a leitura. O livro não estava fluindo, e a escrita da autora me incomodou dentre outras coisas. Então eu fiz uma resenha negativa. Achei interessante que era simplesmente a minha opinião e expressei isso no texto, sem denegrir ninguém, ressaltando que cada um deveria ler para tirar suas próprias conclusões. Por fim acabei tirando a resenha do ar para não atrapalhar na divulgação do livro da autora. Eu fiquei chateada porque realmente queria gostar do livro e não aconteceu e eu não tive culpa se os personagens não me cativaram e coisa e tal. Mas é algo bem complicado mesmo.
    Agora sou mais seletiva. Faço resenhas de nacionais, mas com mais cautela do que antes.
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Oie Sil =)

    Tenho que confessar que eu tenho receio de aceitar parceria com autor nacional por que em duas vezes que fui sincera e falei o que não curtir no livro, recebi e-mails nem um pouco agradáveis.

    Quem acompanha meu blog sabe que quando eu gosto de um livro eu gosto, e quando não gosto faço questão de destacar os pontos positivos, ao mesmo tempo que deixou claro o que não gostei. Isso seja com livro de parceria ou com livro que meu mesmo. Não suporto gente puxa saco na vida real e já deixei de acompanhar blogues em que as resenhas eram sempre cheias de elogio e tudo era favorito, o livro da vida. Me desculpe, ninguém pode gostar de tudo o tempo todo.

    Aprendi a ser mais seletiva com parcerias seja com autor ou editora, afinal meus leitores querem ler uma opinião sincera e não algo superficial para agradar autor ou editora.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  9. Sil, assunto polêmico mesmo, mas vc escreveu com maestria. Concordo com tudo que vc disse. Apesar de conhecer dezenas de livros nacionais maravilhosos, já li toneladas de obras ruins. Veja a diferença na quantidade.
    Infelizmente, as obras atuais são bem mais rasas e com menor conteúdo, mas ouso dizer que um pouco da culpa é das editoras que aceitam qualquer escritor que pagar o valor cobrado. Isso empobrece a literatura.
    Se tivéssemos uma seleção real das obras, o escritor se esforçaria mais.
    Isso acontece lá fora. Nós EUA, por exemplo e mesmo assim passam coisas rasas.
    Acho que um dia chegaremos lá, mas enquanto o escritor e as editoras não se preocuparem com o que está sendo publicado, vamos cair em parcerias desagradáveis mesmo.

    PS: sem comentários para as revisões palermas que temos hoje em dia. É essa, nem pagando bem temos 100℅ de certeza da qualidade. Experiência própria.

    Post perfeito. Parabéns!

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil, tudo bem?
    Excelente postagem. Fiz um post sobre isso esses dias: http://profissao-escritor.blogspot.com.br/2016/05/fale-mal-de-um-autor.html#comment-form . O nome da postagem é sensacionalista de propósito e é o que os autores dizem. Você aponta o que não curtiu e a pessoa diz que você tá falando mal dela, do livro dela ... Afz
    Eu meio que parei de fazer parcerias com autores.
    Eu até divulgo o trabalho dos meus colegas e tudo o mais, mas aquela parceria mesmo, de pegar o livro e resenhar com "certo compromisso" eu parei. Bah, tá louco. Só que já passou por isso sabe como é. Já fui até ameaçada, dá pra acreditar? Mas isso nem é o pior pra mim. Pior mesmo, é quando sua resenha é positiva, mas o autor acha que não está positiva o suficiente. Já aconteceu com você? Comigo já. Com uma blogueira que gosto muito também. A menina falou super bem do livro, mas apontou uma coisa que não curtiu. A autora fez textão pra reclamar daquilo. Daí não dá :(
    Eu como autora sou super tranquila. Recebo as críticas positivas com um sorriso e as negativas eu anoto e repenso se posso mudar/melhorar algo. E sempre agradeço ao blogueiro pela atenção que ele dedicou a mim. Autor precisa entender que nada é unânime, que não tem como todo mundo gostar de tudo. Se não quer receber críticas, não publique, é simples.
    Beijos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. oi linda tudo bom linda sua postagem ta linda linda.
    Quem me ve hoje como a louca dos nacionais não imagina que eu tinha preconceito com nossa literatura (mesmo que um dos primeiros livros que eu li na vida tenha sido brasileiro e amei, xonei, casei. Louca). Passado o preconceito, passei a ler, passei a curtir e beleza, mas que os autores enchem a porra do saco, aaaaah, enchem demais. Por ser nacional nosso contato é muito mais fácil e isso ao mesmo tempo que ajuda, prejudica viu. Já levei patada e já fui compreendida, graças a Deus to mais na segunda parte. Autor tem que aprender que não é santo, não ta em cima de um pedestal, vai receber critica negativa sim! Gostar ninguem gosta, mas tem que aceitar né. Coisa chata. Critico até minha mãe, não vou criticar uma história ruim? ME POUPE, SE POUPE, NOS POUPE. E revisão de livro nacional é a pior que tem, de verdade. Galera não gosta que fale mas po, tem uns erro que até dói o olho ¬¬
    Continua com os textão Sil, vai fundo.

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.