29/07/2016

Resenha: Dez Mil Céus Sobre Você



Título: Dez Mil Céus Sobre Você (Firebird #2)
Autor(a): Claudia Gray
Editora: Agir Now
Páginas: 336

Não contem spoiler do primeiro volume. Leia a resenha clicando aqui.
MARGUERITE CAINE fez o impossível, viajando por dimensões alternativas com o Firebird — uma invenção brilhante criada por seus pais, seu namorado, Paul, e o amigo da família, Theo. Mas ela também chamou a atenção de inimigos poderosos, dispostos a seqüestrar, chantagear e até matar para usar os poderes do Firebird para propósitos escusos. Quando a alma de Paul é dividida em quatro fragmentos — que se encontram presos dentro de Pauls em outras dimensões —, Marguerite fará qualquer coisa e irá a qualquer lugar para salvá-lo. Mas o preço de seu retorno em segurança é alto. Se ela não sabotar os próprios pais em múltiplos universos, Paul vai continuar perdido para sempre. (...) [leia mais no Skoob]

Sentimento após terminar essa leitura: vazio. Quem acompanha o blog sabe o quanto eu estava louca para ler este livro e quando o peguei nem toda a minha ansiedade conseguiu segurar o que eu sentia a cada página. O sentimento não ficou comigo só ao final da leitura, mas também durante ela eu me senti assim e é muito estranho. Dez Mil Céus Sobre Você é um livro um pouco mais... denso do que o outro; neste a personagem tem uma missão que, para mim, é muito melhor do que a anterior principalmente porque agora ela esta fazendo as viagens pelo amor que ela sente por Paul e Theo, entretanto eu achei que a história ficou perdida no meio do caminho.

Marguerite se tornou uma personagem egoísta, achando o tempo todo que tudo tinha a ver com ela, que tudo era por causa dela e para ela. Ela carrega o arrependimento de inúmeras atitudes que ela teve no primeiro volume, que foram justamente atitudes que me fizeram gostar da personagem mesmo que todas não tenham sido corretas. Mas ela também pensa muito mais na ética de fazer as viagens e tomar o corpo de versões diferentes dela mesma. Esse é o maior ponto da história e é abordado praticamente o tempo inteiro nas novas dimensões que ela visita. O pior de tudo foi a autora ter deixado, ainda, o triangulo amoroso. Okay, que depois da conclusão do primeiro livro era bom até eliminar esse aspecto, mas agora neste não havia nenhum motivo para ela continuar com isso. Até entendo a necessidade, até certo ponto, de mostrar a possibilidade para a personagem, que acredita tanto que seu destino é apenas um (seja em seu universo ou em outro), mas em alguns pontos isso foi bem forçado (é bom entender, para quem não leu nem o primeiro, é que existem inúmeros universos e existe a possibilidade da personagem ficar com Paul ou Theo, independente de com quem ela esteja em seu universo e a autora usa isso para questionar se ela está com o garoto certo).

foto: pinterest
Deste vez a autora deu mais explicações sobre alguns elementos científicos que tem no livro. Não sei até que ponto aquilo é teoria da vida real e o quanto ela inventou, eu sou uma pessoa bem leiga nesse assunto então levei numa boa considerando tudo aquilo apenas parte da ficção. Talvez leitores que entendam do assunto possam se incomodar, ou não; mas se levar apenas pelo romance fica tudo mais tranquilo a leitura. O inicio do livro é um pouco chato, pois Claudia passou a fazer um resumo dos acontecimentos do primeiro volume junto com os acontecimentos atuais. Como tudo ainda estava bem fresco na minha cabeça, mesmo eu tendo lido há alguns meses, eu acabei sentindo vontade de pular o inicio. Isso não dura muitos capítulos e logo a autora já entra no que realmente importa.
Dez mil céus e um milhão de universos e ainda seria pouco para viver com você. Nada menos que o para sempre.

Não queria que fosse uma trilogia, mas fazer o que? Agora, aparentemente, existe uma razão de verdade para tudo o que aconteceu com Marguerite até agora e o terceiro livro vai enfim nos mostrar isso. O final me deixou bastante curiosa, é claro, com a sequencia e acredito que o último livro tem tudo para ser ótimo se a autora conduzi-lo de uma forma que foque um pouco menos no romance.

Observação:
• Sério? Tudo isso por causa de uma pessoa nada a ver? É estranho e interessante ao mesmo tempo. Mas okay.

7 comentários:

  1. Oi Sil.
    Eu ainda não li nem o primeiro e você já vem me derrubando com o segundo e ainda me fala que terá o terceiro, será que o tempo pode ir devagar para eu acompanhar? rs
    Mas agora fiquei me perguntando se realmente vou gostar, já que o segundo parece ser mais arrastado. Em todo caso, continuo curiosa rs.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  2. Eu não li, mas parece ser muito bom.
    Beijinhoos. ❤
    "Amor de Lua Azul "

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Ainda tenho vontade de ler o primeiro e um outro livro da autora, que vivo adiando.
    Nem estranho mais quando tem continuação, na verdade, estranho quando não tem.

    tenha um ótimo final de semana :D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil,
    Eu não sabia que era uma trilogia. Eu sempre me interessei por esse livro primeiramente pela capa. Não vou negar, rs. E depois pela história ter uma premissa bem interessante.
    Vou acabar umas séries antes de começar outra.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A capa desse livro é tão maravilhosa !!!
    ta na minha lista de livros ahhahaha
    amei a resenha ! :)
    beijos
    wonderbookss.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece ser uma loucura né? Daqueles que tiram o ar depois de ler uhshusdhudsa
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=jYKS1YvCW2E

    ResponderExcluir
  7. Que capa mais extraordinária, esse jogo de cores é estonteante! Já não vejo necessidade alguma de existir triângulos amorosos, e ainda quando a autora insiste nisso, tornando uma situação forçada, fica bem chato. Provavelmente não deve atrapalhar o ritmo da história ou sua qualidade, mas para quem não gosta desses triângulos, imagino que incomode. Adorei o fato de ter explicações científicas, acho super importante quando há fantasia no meio para tornar mais convincente. Ainda preciso ler o primeiro volume!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.